18/08 - Gazin

Gastos: necessários, supérfluos ou desperdícios?

Com conhecimento e planejamento, sua vida financeira vai mudar


Uma ação muito efetiva para equilibrar as contas em tempo de crise é diminuir gastos. Mas como fazer isso? Como escolher o que cortar ou reduzir? Por isso, vamos te dar algumas dicas para ajudá-lo a identificar e classificar os seus gastos.

 

Primeiramente, é preciso refletir sobre os três tipos de gastos que temos: necessários, supérfluos e desperdícios. 

Necessários: são os gastos considerados imprescindíveis. Estão ligados aos itens sem os quais não conseguimos viver, como alimentação, moradia (aluguel, luz, água, e afins).

 

Supérfluos: são gastos que geram bem-estar e atendem mais aos desejos que às necessidades. Como roupas de marca, restaurantes e TV a cabo, por exemplo.

 

Desperdícios: são gastos que não geram bem-estar e não atendem nem às necessidades nem aos desejos. Apenas geram um gasto desnecessário e que pode vir a fazer falta. Quer exemplos para entender melhor? Multas por atraso de pagamento, compra de algo que não será usado e a compra exagerada de alimentos perecíveis, que acabam estragando antes mesmo do consumo.


Tente fazer uma tabela com esses três tipos de gastos, vá preenchendo as colunas com suas despesas e mãos à obra! Classifique cada gasto em um desses três grupos e crie coragem e tome a iniciativa da mudança.

Para gastos necessários, o máximo que você pode fazer é buscar alternativas com menor custo, como negociar o aluguel ou optar por um apartamento menor. Para contas mais baratas de luz e água, por exemplo, os hábitos de vida e de rotina devem ser mais econômicos.

O gasto supérfluo é aquele que deve ser reduzido ou eliminado em momentos de crise e dificuldade. Deixar de comprar roupa, ficar um tempo sem TV a cabo ou deixar de comprar aquele queijo importado não vai fazer tanta falta assim! A gente percebe que vive com muito menos, sem deixar de ser feliz!

O desperdício, o próprio nome já mostra o caminho. Elimine por completo e para sempre da sua vida. Essa é uma medida que você deve adotar até mesmo em períodos de bonança. Não faz sentido jogar dinheiro fora.

Outras dicas valiosa são para lembrar-se sempre da importância do consumo consciente e da valorização de empreendedores locais, apoiando pequenas empresas, especialmente durante esse período da pandemia, evitando o fechamento de negócios e sonhos!

Fale Conosco

    0800-644-8282
    Atendimento de Segunda a Sexta
    das 8 às 19hs. Sábado das 8 às 12hs
    (Horário de Brasília)
    E-mail: consorciogazin@gazin.com.br
    Ouvidoria: 0800-707-4580
    consorcio.ouvidoria@gazin.com.br
SIGA-NOS
Afiliada a Associação Brasileira das Administradoras de Consórcio
©2021 Consórcio Nacional Gazin - Uma empresa do Grupo Gazin - Todos os direitos reservados.