23/11 - Gazin

Cases de Sucesso: Consórcio me ajuda a investir e juntar dinheiro

Se inspire em histórias de sucesso e crie a sua

 

Quem busca a realização de seus sonhos, de forma organizada, tem no Sistema de Consórcios um importante aliado. Conheça mais um case que mostra como um pouco de sorte e bastante planejamento podem ajudar a alcançar os mais variados objetivos.

Esse case de sucesso teve início em 2003, quando a então funcionária de uma empresa terceirizada da área de emplacamento de veículos, Riquela Maia, adquiriu sua primeira cota de consórcio, no município de São Simão, no interior de São Paulo. Mesmo com um rendimento mensal que ficava na média de um salário mínimo, ela decidiu que faria um esforço para separar uma parte de suas receitas para realizar o sonho de comprar uma moto.

“Meu irmão, que já era um consorciado, me incentivou a fazer um consórcio. Eu já estava me informando sobre outros modelos tradicionais de financiamento, mas era tudo muito complicado e não cabia no meu orçamento. Como no consórcio as parcelas ficavam abaixo de R$ 100, era um valor acessível para a minha capacidade financeira. Fiz o consórcio e inicialmente pretendia retirar o bem mediante lance, mas em poucos meses fui surpreendida com a notícia de que havia sido sorteada. Foi um presente porque me informaram justamente no dia do meu aniversário”, lembra Riquela.

Com a moto à disposição, Riquela ficou animada e decidiu adquirir uma outra carta de crédito, dessa vez para comprar seu primeiro veículo. Isso aconteceu em 2006, depois que ela mudou de carreira e se tornou Policial Civil. “Fiquei um tempo com a moto e depois vendi e fiz a transferência do contrato de consórcio para outra pessoa, o que foi um procedimento tranquilo. Utilizei o valor levantado nessa transação para ofertar como lance na aquisição do carro”, acrescenta.

 

Consórcio para juntar dinheiro

A partir das experiências bem-sucedidas na compra da moto e depois do carro, Riquela decidiu que ia utilizar o consórcio para juntar dinheiro. “Considero um valor mensal fixo baixo, que acabaria gastando para comprar itens nem sempre necessários, como uma calça jeans ou um sapato. Se não tivesse esse compromisso programado, seria mais difícil conseguir juntar dinheiro”, destaca.

Atualmente, Riquela investe em uma cota do consórcio de imóveis e garante que está sem pressa. “Já sei o imóvel que quero adquirir e a pessoa não pretende vendê-lo agora. Por isso, sigo pagando uma parcela baixa por uma carta de crédito que eventualmente precisarei. Se nesse meio tempo for sorteada, irei em busca do proprietário para tentar efetuar a compra. A meu ver, não tem nem comparação em relação a outros financiamentos porque as taxas de administração são bem menores que os juros. Falo e indico o consórcio para todo mundo, mas infelizmente tem gente que possui muita pressa e acaba pagando caro por causa disso”, finaliza.

Fale Conosco

    0800-644-8282
    Atendimento de Segunda a Sexta
    das 8 às 19hs. Sábado das 8 às 12hs
    (Horário de Brasília)
    E-mail: consorciogazin@gazin.com.br
    Ouvidoria: 0800-644-9292
    consorcio.ouvidoria@gazin.com.br
SIGA-NOS
Afiliada a Associação Brasileira das Administradoras de Consórcio
©2021 Consórcio Nacional Gazin - Uma empresa do Grupo Gazin - Todos os direitos reservados.