23/06 - Gazin

Existe portabilidade entre segmentos e grupos no Consórcio?

Conheça algumas regras e possibilidades

Ao entrar em um consórcio, o consumidor adere a um grupo com características que atendam às suas necessidades. Por exemplo, de prazo, de taxas e na categoria do bem desejado. Mas será que é possível fazer portabilidade e mudar de grupo no meio do caminho?

No Sistema de Consórcios, não é possível realizar portabilidade de grupo. Seja entre grupos administrados pela mesma empresa ou entre grupos de empresas distintas, essa operação não é permitida.

Isso acontece porque consórcio é um autofinanciamento. Ou seja, os créditos são formados por recursos dos próprios participantes do grupo. O valor acumulado no fundo comum do grupo, mediante o pagamento de parcelas, é disponibilizado aos consorciados que são contemplados, por sorteio ou lance. Logo, a portabilidade de grupos inviabilizaria contemplações, prejudicando o funcionamento do grupo.

Vale lembrar que o consórcio é normatizado e fiscalizado pelo Banco Central do Brasil (BCB), e suas principais normas de funcionamento constam na Lei 11.795/2008 (Lei dos Consórcios).

Mudança no valor do crédito


Embora não seja possível mudar de grupo, é possível fazer algumas adaptações no seu consórcio, caso você ainda não tenha sido contemplado. É possível, por exemplo, mudar o valor do crédito, para mais ou para menos.

Ao autorizar a mudança de valor do crédito, caso o grupo comporte o novo valor desejado, a administradora recalcula o saldo devedor, de acordo com o novo valor de crédito. Isso refletirá automaticamente nas prestações. No caso de mudança para um crédito maior, a empresa avaliará sua capacidade de pagamento das novas parcelas.

Transferência de contrato


Caso a mudança do valor do crédito não seja possível ou não atenda aos seus objetivos, outra alternativa é negociar a transferência do contrato a um terceiro interessado. Mas vale ressaltar que isso está sujeito à aprovação da Administradora, que avaliará a capacidade de pagamento do interessado.

Exclusão do grupo de consórcio


Recomendada apenas em último caso, também existe a possibilidade de deixar o grupo de consórcio. Nesse caso, recomendamos que o consorciado solicite sua exclusão, para que participe imediatamente dos sorteios para restituição de valores – a ele será devolvido o percentual pago ao fundo comum, do qual ainda possivelmente será descontada a multa por quebra de contrato.

O consorciado também pode sair do grupo, deixando de pagar as parcelas. Porém, inicialmente, ele será considerado inadimplente e ficará nessa condição até completar o prazo máximo de inadimplência estabelecido em contrato. E, como inadimplente, não participará dos sorteios e não poderá ofertar lances, perdendo a oportunidade de ser contemplado. 

Fale Conosco

    0800-644-8282
    Atendimento de Segunda a Sexta
    das 8 às 19hs. Sábado das 8 às 12hs
    (Horário de Brasília)
    E-mail: consorciogazin@gazin.com.br
    Ouvidoria: 0800-707-4580
SIGA-NOS
Afiliada a Associação Brasileira das Administradoras de Consórcio
©2021 Consórcio Nacional Gazin - Uma empresa do Grupo Gazin - Todos os direitos reservados.